Tratamento do lixo domiciliar contaminado

O novo coronavírus pode ser enquadrado como agente biológico classe de risco 3, sendo sua transmissão de alto risco individual e moderado risco para a comunidade. O descarte de todos os resíduos de pacientes contaminados na residência deve seguir algumas orientações gerais:

1. Os resíduos devem ser armazenados com segurança e longe das crianças e idosos.

2. Colocá-los em recipiente de material lavável, resistente à punctura, ruptura, vazamento e tombamento, com tampa provida de sistema de abertura sem contato manual, com cantos arredondados (se possível) coberto com saco plástico resistente.

3. Substituir os sacos quando atingirem 2/3 de sua capacidade ou pelo menos 1 vez a cada 24 horas

4. Usar luvas e máscara ao remover o saco. Feche-o com um nó.

a. colocar este saco plástico fechado em um segundo saco e amarrar novamente;

b. depositar seus resíduos em áreas comuns somente depois que:

• os resultados sejam negativos para coronavírus ou;

• que os resíduos sejam armazenados em casa por pelo menos 72 horas (redução da possibilidade de contaminação de outras pessoas).

c. colocar em um local adequado, seguro e marcado para armazenamento.

5. Transportar até o lugar de descarte minimizando ao máximo os toques em superfícies, tanto do próprio lixo, quanto das mãos.

6. Lavar a lixeira e sanitizá-la com álcool 70GL ou solução de hipoclorito de sódio (água sanitária) conforme indicado acima.

7. Se a superfície estiver com sujidade visível de secreções da pessoa infectada pelo coronavírus, considerar usar também óculos de proteção.